Luís Ernesto Lacombe explica por que o YouTube retirou seu canal do ar

O apresentador Luís Ernesto Lacombe teve seu canal do YouTube retirado do ar após ser publicado vídeos eróticos na sua conta. O canal foi criado há cerca de um ano quando o jornalista encerrou seu contrato com a Band. Na emissora, ele apresentou ao lado de Silvia Poppovic a atração matinal “Aqui na Band” e, por diversas vezes, virou assunto nas redes sociais por expor opiniões favoráveis ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Com um conteúdo mais conservador, seu projeto no YouTube conquistou mais de 1,2 milhão de inscritos em menos de 12 meses. Na manhã desta terça-feira, 8, Lacombe postou um vídeo explicando por que sua conta foi tirada do ar. “Estou aqui para avisar que meu canal no YouTube foi hackeado. Estava em um evento ontem quando recebi a notícia. O canal foi hackeado, aparentemente, pelo mesmo grupo que atacou também o canal da Brasil Paralelo. Dois canais com conteúdos conservadores, conteúdos de direita”, disse o apresentador.

Segundo Lacombe, ele já vem há algum tempo enfrentando problemas para conseguir engajar seus conteúdos na plataforma de vídeo. “Tenho tido muita dificuldade com esse canal, com o alcance limitado, com vídeos deletados pelo YouTube, minhas janelas de live são derrubadas, meus inscritos não são avisados. Até hoje, YouTube, estou esperando minha placa de 100 mil inscritos e a de 1 milhão de inscritos, vai fazer um ano o canal e até hoje não recebi. Peço desculpas [aos inscritos], pois meu canal está fora do ar, foi bloqueado pelo YouTube porque o grupo que atacou o canal publicou vídeos pornográficos. Minha equipe está trabalhando para recuperar o canal, em breve a gente vai voltar”, afirmou o jornalista. A Jovem Pan procurou a assessoria de imprensa do YouTube, mas ainda não obteve retorno.

Deixe uma resposta