Defesa de Pezão vai recorrer de condenação por Bretas

Os advogados de defesa do ex-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, informaram que vão recorrer da sentença que condenou o político a quase 100 anos de prisão. A condenação foi aplicada pelo titular da força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Estado. Pezão foi condenado a 98 anos, 11 meses e 11 dias por crimes como lavagem de dinheiro, organização criminosa, corrupção ativa e corrupção passiva. De acordo com as investigações do Ministério Público e da Justiça do Rio, o ex-governador faria parte de um grande esquema de propina montado nos dois governos de Sérgio Cabral Filho. Pezão foi vice de Cabral antes de se lançar candidato a governador e ser eleito para o cargo. As investigações apontam, inclusive, que Pezão recebia, na época em que era secretário de obras de Cabral, a quantia mensal de R$ 150 mil em formato de propina. Depois, quando assumiu o governo do Rio, teria recebido mais de R$ 11 milhões. A defesa dele nega categoricamente o ocorrido e considera a sentença exagerada. Eles devem recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

*Com informações do repórter Rodrigo Viga

Deixe uma resposta