Tragédia anunciada> Por MARCOS ESPÍNOLA

POR MARCOS ESPÍNOLA*
A polarização que toma conta do país precisa ser vista e revista com muita atenção, pois se em 2018 já ultrapassou alguns limites, com a entrada do representante maior da esquerda no país na disputa isso tende a se acentuar. Exemplo disso foi o que vimos no último sábado (29 de maio), em Recife, quando houve confronto entre a força policial e manifestantes, resultando em dois casos graves, dos quais as vítimas correm o risco de perderem a visão. Faltando mais de um ano das eleições, cabe às autoridades traçar um planejamento minucioso para que tais situações sejam evitadas, preservando a democracia e a segurança do cidadão.
O discurso inflamado de ambas as partes, seja esquerda ou direita, só piora o cenário. O ódio dos dois lados contamina e aguça os ânimos, o que pode levar a consequências catastróficas e que nada tem a ver com a democracia. A liberdade de expressão é legítima, garantida num Estado democrático de direito. E, para isso, um ingrediente é fundamental: o respeito. Precisamos aceitar quem pensa diferente e acredita num caminho oposto. E esse exemplo deve vir de cima, não só daqueles que estão no Poder como também da oposição, todos os líderes partidários que mobilizam correligionários, simpatizantes etc.

Deixe uma resposta