Rio de Janeiro quer promover vacinação em massa em Ilha de Paquetá

A cidade de Serrana, em São Paulo, que se tornou um projeto piloto bem sucedido de imunização em massa contra a Covid-19, anda inspirando autoridades do Rio de Janeiro que querem replicar a ideia na Ilha de Paquetá, um bairro que fica dentro da Baía de Guanabara, e imunizar toda a população de lá. A proposta é promover uma vacinação em massa em Paquetá talvez ainda no 1º semestre deste ano. A Secretaria Municipal de Saúde já começou a estruturar maneiras de colocar esse projeto de pé. A iniciativa faz parte de um experimento cientifico que quer avaliar os efeitos da imunização em larga escala contra o coronavírus.

O projeto carioca já tem o aval do comitê cientifico que presta serviços para a Prefeitura para ser colocado em pratica. No entanto, esse projeto precisa de sinais positivos da Fiocruz e do Ministério da Saúde para liberação de vacinas — provavelmente com o imunizante de Oxford/AstraZeneca. A meta é imunizar, em Paquetá, duas mil pessoas — além de mais de mil que já receberam a vacina contra a Covid-19.

Paquetá já teve, ao longo da pandemia, mais de 200 casos e dez óbitos até agora. A vacinação em massa em Serrana reduziu as mortes causadas por Covid em 95% após uma campanha massiva de vacinação com mais de 75% da população local.

Deixe uma resposta