Exclusivo: Liziero comenta ‘briga’ com Abel Ferreira e explica provocação ao Palmeiras 

O meio-campista Igor Liziero, um dos destaques do título do São Paulo no Campeonato Paulista 2021, concedeu entrevista exclusiva ao programa “Papo de Setorista”, do Grupo Jovem Pan, na noite da última segunda-feira, 24. Questionado sobre o entrevero que teve com Abel Ferreira, treinador do Palmeiras, durante a segunda final do Estadual, o jogador são-paulino afirmou que o técnico rival, de fato, se exaltou, mas que teve muita tranquilidade e concentração para não “explodir” com a situação. Além disso, o atleta do Tricolor também contou que Felipe Melo, conhecido por suas polêmicas e confusões, foi quem o tirou da “briga” quando a partida ainda estava com o placar zerado.

“Foi um lance muito sem intenção. Foi um momento em que a bola deu um quique, eu pensei que ela saí, mas ficou dentro de campo. Aí eu vi o Rony, que tomou a minha a frente. Minha intenção foi colocar o corpo para proteger, mas eu acabei pegando no rosto dele. Eu vi que pegou e, na hora, o Abel Ferreira veio para cima. Eu falei: ‘calma, professor. Vou pedir desculpas’, mas ele veio todo agressivo. O Felipe Melo até me tirou da confusão, dizendo que foi sem querer também. Foi mais o Abel que se exaltou um pouco. Sobre manter a calma, é meu estilo mesmo. É claro que eu não tenho sangue de barata, mas eu estava muito tranquilo e concentrado no jogo. Não tinha motivo para estar nervoso”, lembrou Liziero.

O meio-campista também foi protagonista de uma provocação dos são-paulinos ao Palmeiras, ainda no vestiário do Morumbi, logo após a vitória sobre 2 a 0, que tirou o clube de uma fila de oito anos. Em “live” no Instagram, Liziero cutucou o rival com a música ‘o Palmeiras não tem Mundial’. Sobre o tema, o volante acredita que a brincadeira faz parte do futebol. “Na hora que colocaram a música, eu já vi todos os jogadores e todo mundo foi no embalo. Isso faz parte do futebol. Ser campeão em cima do Palmeiras e fazer uma brincadeira faz parte do jogo. Eu não penso que é uma falta de respeito com o adversário. A gente mostrou respeito dentro de campo, sendo leais durante toda a partida. Então, foi um descontração e segue o jogo”, completou.

 

Deixe uma resposta