Para evitar novas variantes do coronavírus, São Paulo inicia triagem de passageiros vindos do Maranhão

A prefeitura da cidade de São Paulo anunciou, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o início da triagem de passageiros vindos do Maranhão. A medida começa nesta terça-feira, 25, e conta com apoio da Anvisa, do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado e do município de Guarulhos, além das concessionárias que administram as rodovias que dão acesso à capital, a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) e a Polícia Militar Rodoviária. O intuito é impedir a entrada de novas variantes do coronavírus na cidade. Segundo a prefeitura, o Ministério da Saúde deverá concluir um informe técnico para orientar como será a realização dessas estratégias, sendo que, em aeroportos (Congonhas e Guarulhos), a coordenação das ações será definida pela Anvisa. Até o momento, de acordo com a prefeitura, não existe indício de circulação da variante indiana do coronavírus na capital.

No Terminal Rodoviário do Tietê, entre as 8h e as 15h, as equipes da fiscalização identificarão passageiros sintomáticos através da aferição de temperatura corporal e da realização de questionamentos de saúde. Caso sejam encontrados sintomas, os passageiros serão encaminhados para serviços de pronto atendimento. A prefeitura afirmou ainda que irá disponibilizar 30 vagas em hotel próximo ao Terminal para isolar pessoas em risco social. Uma cartilha com dicas para os viajantes também foi elaborada. Os dados de todos os ocupantes serão cadastrados para que as autoridades consigam monitorá-los e localizá-los se necessário. Nas rodovias, haverá a divulgação de materiais informativos sobre a prevenção da doença. Em postos de pesagem, haverá triagem, distribuição de material sobre a doença e encaminhamentos de sintomáticos  para unidades de saúde.

Deixe uma resposta