Diante do ‘pior momento da pandemia’, confinamento total entra em vigor na Argentina

O novo período de confinamento na Argentina entrou em vigor neste sábado, 22. De acordo com o presidente Alberto Fernández, medidas severas de restrição estão sendo adotadas para conter a disseminação da Covid-19, já que o país vivencia “o pior momento da pandemia”. O lockdown durará até 30 de maio. Durante o período, permanecerá proibida a realização presencial de todas as atividades sociais, econômicas, educativas, religiosas e desportivas na Argentina. O comércio considerado essencial poderá funcionar, assim como os estabelecimentos que trabalhem com entregas em domicílio.

“Sempre falo a verdade para vocês, e podem estar de acordo ou não com o que penso, mas há verdades que estão acima das desavenças. Estamos vivendo o pior momento desde que começou a pandemia. Estamos registrando o maior número de casos e mortes. Devemos levar a sério e não naturalizar tanta tragédia”, disse Fernández quando anunciou as medidas de restrição nesta quinta-feira, 20. De acordo com o último boletim publicado pelo Ministério da Saúde, a Argentina totaliza 73.931 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia. Destas mortes, 695 ocorreram nas últimas 24 horas. Para combater a pandemia, o país aposta na vacinação, mas pouco mais de 8,6 milhões de cidadãos receberam ao menos uma dose dos imunizantes na nação, que possui cerca de 45 milhões de habitantes.

Deixe uma resposta