Kamala Harris afirma que EUA ‘devem responder’ à destituição de juízes em El Salvador

A vice-presidente dos EUA e o secretário de Estado verbalizaram a preocupação deles com El Salvador, onde cinco juízes da Suprema Corte do país foram destituídos. Protesto em San Salvador contra a destituição de cinco juízes da Suprema Corte, em 2 de maio de 2021
Jose Cabezas/Reuters
A vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, afirmou nesta terça-feira (4) que seu país “deve responder” à destituição de magistrados em El Salvador que a independência do Poder Judiciário é “crítica” para a saúde de uma democracia.
“O Parlamento de El Salvador atuou para minar o principal tribunal da ação, a independência judicial é crítica para a saúde de uma democracia e para ter uma economia forte”, disse Harris. Ela afirmou aindaque Washington “deve responder”.
O novo Congresso salvadorenho, dominado por aliados do presidente Nayib Bukele, destituiu no sábado os cinco juízes da Câmara Constitucional da Suprema Corte de Justiça, acusados de decisões “arbitrárias”, e o procurador-geral, Raúl Melara, por considerá-lo próximo à oposição.
LEIA TAMBÉM
Sandra Cohen: A nova realidade de El Salvador: presidente controla todos os poderes
Novo Congresso de El Salvador destitui e troca membros do Supremo Tribunal de Justiça e procurador-geral
Vice-presidente dos EUA, Kamala Harris, em 16 de março de 2021
Jonathan Ernst/Reuters
A decisão gerou uma onda de críticas da comunidade internacional. O chefe da diplomacia americana, Antony Blinken, expressou “séria preocupação” e destacou que o procurador-geral é um “sócio efetivo” de Washington na luta contra a corrupção e o crime.
“Devemos responder El Salvador”, afirmou Harris em um evento virtual do fórum Council of the Americas, sem revelar detalhes.
Veja os vídeos mais assistidos do G1

%d blogueiros gostam disto: