Bruno Covas recebe alta da UTI após sangramento no estômago ser estancado

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nesta terça-feira, 4, após o sangramento que teve no estômago ser estancado. Neste momento, ele aguarda a vaga por um leito na unidade semi-intensiva do Hospital Sírio-Libanês, no centro da capital paulista. Internado desde o último domingo, 2, Covas segue o tratamento sem previsão de alta hospitalar. “Entendemos o sangramento como evento pontual. Faz parte do acompanhamento de doentes crônicos que tenham eventos pontuais. Na situação, foi um sangramento gástrico, mas poderia ser uma infecção ou qualquer outra contingência. Assim sendo, este procedimento foi enfrentado. Enfrentamos e estancamos o sangramento, o paciente foi para uma unidade de terapia intensiva e acaba de ter alta”, afirmou um dos responsáveis pelo tratamento do prefeito, o infectologista David Uip, durante a coletiva de imprensa convocada para atualizar o estado de saúde de Covas.

Durante um exame de endoscopia, um sangramento no estômago foi localizado pela equipe médica do político. Por conta da hemorragia, Covas foi transferido para a UTI e intubado na manhã desta segunda-feira, 3. Segundo o diagnóstico, a hemorragia foi provocada por uma úlcera posicionada em cima de seu tumor na cárdia – a região da passagem do esôfago para o estômago. Devido ao quadro médico, Bruno precisou suspender as sessões de quimioterapia e imunoterapia que faria ainda nesta segunda. “A segunda sessão de quimioterapia obviamente foi adiada e sua retomada dependerá de outros fatores, inclusive a recuperação do sangramento. Além do estancamento do sangue, ele teve que receber unidades de sangue. Foi um sangramento agudo. O prefeito neste momento está normal, sentado em uma cadeira, conversando habitualmente”, concluiu David Uip.

%d blogueiros gostam disto: