Filho de Tim Maia, cantor Léo Maia fala sobre processo movido pelo irmão por danos morais

O cantor Léo Maia aprendeu desde cedo com seu pai, o cantor Tim Maia, que para ser artista é preciso ter humildade e foi com esse pensamento que construiu sua carreira e se esforça para manter sempre viva a obra de Tim. O artista deu detalhes da sua relação com o pai e comentou sobre o processo movido pelo irmão nesta quinta-feira, 15, do quadro “No Caminho Te Explico”, do programa Morning Show, no qual o apresentador Fred Ring e seus convidados conversam e cantam a bordo de um Volvo XC90. Léo disse que aprendeu a cantar e a tocar violão com Tim Maia, mas antes de dar os primeiros passos na música, ele recebeu um presente inusitado do pai. “Ganhei uma vassoura e ele falou que a primeira aula de música tinha que ser de humildade, tive que varrer o estúdio”, contou. O intérprete de Primavera, Não Quero Dinheiro e Azul da Cor do Mar morreu em março de 1998 e Léo comentou que foi acolhido tanto pelos fãs e quanto pelos artistas que trabalhavam com seu pai e isso abriu muitas portas para ele na música

Durante o passeio, Léo também comentou sobre o processo movido pelo seu irmão, Carmelo Maia. “Meu pai faleceu, eu herdei um violão, um contrabaixo, uma bateria, uma pilha de discos e uma pilha de livros. Eu cheguei para os meus irmãos e disse: ‘Essa é minha herança, estou indo embora’”, relembrou o cantor. Depois de 22 anos, ele decidiu desenvolver um projeto chamado “Tim Maia for Kids”, com o intuito de contar a história do seu pai para o público infantil. “Gastei uma grana, fiz 21 filmes em desenho animado, a crítica falou bem, fiquei um ano trabalhando nisso. Aí ele [Carmelo] me mete mais de um processo. Um de R$ 3 milhões e outro de R$ 700 mil e mais alguma coisa por danos morais. Fora os juros de 10% ao mês.” Para Léo, o problema do irmão é não ter o mesmo talento que ele para a música. “Ele tem uma casa maravilhosa de R$ 4,8 milhões, mora em um condomínio de milionário, mas ele não canta”, disse o artista que logo começou a tocar seu vilão e cantar como Tim Maia.

%d blogueiros gostam disto: