Protestos contra Peres: “Se não renunciar, pau vai quebrar”

Membros da Torcida Jovem, principal organizada do Santos, foram à Vila Belmiro na tarde desta terça-feira e protestaram contra o presidente do clube, José Carlos Peres. Os torcedores levaram faixas e cantaram: “se não renunciar, o pau vai quebrar”.

O protesto ocorreu no dia seguinte à reunião de torcedores com Peres no escritório do clube em São Paulo. Na segunda-feira, no Business Center, durante o encontro que teve diálogos ríspidos, um torcedor disse: “Nestes dois anos nós fomos passivos pra c… Acabou! Fomos tachados de bunda-mole por não ter cobrado, estamos tentando diálogo há dois anos. O vice-presidente liga para o senhor e o senhor não responde. Não vem mentir pra nós”, diz um deles. “Chega de papo furado, presidente. Sua credibilidade tá indo pro saco. Ninguém confia.”

A insatisfação com a gestão de Peres aumentou por causa das ações judiciais do goleiro Everson e do atacante Eduardo Sasha, que tentam se desligar do clube. Eles alegam atrasos nos pagamentos de salários, direitos de imagem e FGTS. Além disso, o clima de insatisfação no elenco do Santos é grande após o clube decidir cortar os salários em 70% durante a paralisação das competições em função da pandemia de coronavírus, sem que um acordo fosse fechado com os atletas.

Em uma das faixas levadas nesta terça-feira à Vila Belmiro, os torcedores questionam “cadê o presidente?”. Também escreveram que “o Santos não é ‘bozolândia'” e pediram respeito. Os torcedores organizados queriam uma reunião com Peres e o elenco do Santos nesta terça, no CT Rei Pelé, mas o encontro não foi realizado.

Em clima conturbado fora de campo, o Santos retoma a disputa do Campeonato Paulista nesta quarta-feira, às 19h15, contra o Santo André, na Vila Belmiro, pela 11ª rodada.

%d blogueiros gostam disto: