Verstappen crava melhor tempo dos treinos livres do GP da Estíria

O holandês Max Verstappen foi o mais rápido desta sexta-feira nos treinos livres do GP da Estíria, realizado no circuito de Spielberg, que também recebeu o GP da Áustria, no fim de semana passado. No segundo treino livre, o piloto da Red Bull superou os carros da Mercedes e da Racing Point, que se destacaram no primeiro. Lewis Hamilton foi apenas o sexto mais veloz do dia.

Verstappen terminou o dia com o tempo de 1min03s660, à frente do 1min03s703, registrado pelo finlandês Valtteri Bottas, segundo mais veloz desta sexta e vencedor do GP do domingo passado. O piloto da Mercedes foi seguido de perto pelos carros da Racing Point.

O mexicano Sergio Pérez, que liderara a sessão de abertura, com 1min04s867, marcou 1min03s877. O canadense Lance Stroll, seu companheiro de equipe, veio logo atrás, com 1min04s241. Discreto nas duas sessões do dia, Hamilton anotou o sexto tempo desta sexta, com 1min04s348, logo atrás do espanhol Carlos Sainz, da McLaren, com com 1min04s333.

Estas posições, que geralmente não refletem exatamente a performance dos pilotos no domingo, podem se tornar decisivas neste fim de semana. E isso porque a previsão para o treino classificatório, no sábado, é de forte chuva. Se isso se confirmar, não haverá sessão. E o grid de largada será definido com base no segundo treino livre, realizado nesta sexta.

O Top 10 do dia contou ainda com o tailandês Alexander Albon, da Red Bull, no sétimo lugar, com o tempo de 1min04s437. O britânico Lando Norris, que surpreendeu ao obter seu primeiro pódio no domingo, ficou com a oitava marca, pela McLaren, com 1min04s541.

Já o monegasco Charles Leclerc levou sua Ferrari ao nono posto, com 1min04s706. Seu companheiro, o alemão Sebastian Vettel, foi apenas o 16º colocado, com 1min05s613. E o francês Esteban Ocon, da Renault, fechou o Top 10, com 1min04s746.

O dia teve uma forte batida do australiano Daniel Ricciardo, no segundo treino livre. O piloto da Renault perdeu o controle do carro na penúltima curva do traçado. Saiu de traseira e acabou batendo com força na proteção de pneus.

Ricciardo, que pilotará pela McLaren em 2021, chegou a sair do carro mancando. Mas, momentos depois, já andava normalmente pelo paddock, sem demonstrar dores ou desconforto. Como completou apenas duas voltas no circuito, ele acabou não registrando tempo, ficando no fim da tabela da segunda sessão – tinha sido o nono na primeira.

Nesta sexta-feira, a Red Bull testou uma nova asa traseira, enquanto a Honda apresentou atualizações em seu motor, após os abandonos em série na primeira corrida do ano, no domingo passado. Já a Ferrari apresentou um novo assoalho para seus dois carros.

Após deixar a Williams no fim da temporada passada, o polonês Robert Kubica voltou às pistas. Reserva da Alfa Romeo, ele representou a equipe na primeira sessão. E foi o 18º, com a marca de 1min06s797. Na Williams, a novidade foi Jack Aitken, um britânico de origem sul-coreana, substituindo George Russell na atividade inicial.

PUNIÇÃO E PROGRAMAÇÃO – Destaque do GP da Áustria, Norris começou mal o GP deste fim de semana. Nesta sexta, ele foi punido com a perda de três posições no grid no domingo. O piloto da McLaren sofreu a sanção por fazer ultrapassagem sob bandeira amarela durante o primeiro treino livre, após o canadense Nicholas Latifi parar sua Williams em razão de um problema no câmbio.

No sábado, se a chuva forte não for confirmada, a terceira sessão livre será às 7 horas, pelo horário de Brasília. E o treino classificatório está agendado para as 10h. No domingo, a largada será às 10h10.

%d blogueiros gostam disto: