Após prisão, Sara perde renda de R$ 9 mil em monetização por postagens nas redes sociais

A extremista Sara “Winter” Giromini, que adotou o pseudônimo de Sara Winter (foto ao centro), concedeu entrevista coletiva na última sexta-feira (26), após ter sido presa pela Polícia Federal no dia 15 deste mês, por determinação do ministro Alexandre de Moraes, responsável pelo inquérito que apura as fakes News no Supremo Tribunal Federal (STF).

Durante a entrevista, Sara contou aos jornalista como foram os dez dias em que esteve presa. Ela reclamou do isolamento, além da pressão psicológica por apoiar, segundo ela, o presidente, Jair Bolsonaro.

Revoltada, Sara disse que além de ser presa, agora está também sem renda. Segundo ela, uma de suas plataformas digitais cortou sua monetização, estimada em R$ 9 mil ao mês.

“Eu descobri nesses últimos meses que fazendo live você ganha dinheiro. Enquanto eu estava aprendendo a ganhar dinheiro, tiraram a monetização. Que merda. Nesse último mês eu fechei o mês com mais ou menos 1.800 dólares, não sei se esse dinheiro vai cair na minha conta”, revelou em coletiva a jornalistas.

%d blogueiros gostam disto: