Abraham: “fuga espetacular” aos EUA

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, durante entrevista à CNN, canal fechado, classificou como “pífia” a passagem do economista, Abraham Weintraub, pelo Ministério da Educação (MEC).

Segundo Gilmar, a repentina mudança do ex-ministro para os Estados Unidos, provavelmente assumirá uma diretoria no Banco Mundial, “seria cômica se não fosse trágica”.

“Muitos de vocês têm dito que, enquanto a vista alcança, [Weintraub] teria sido talvez o pior ministro da Educação da história do Brasil. E deu aquele espetáculo tétrico naquela malfadada reunião [ministerial] em que ele, tendo minutos preciosos para informar o governo sobre o que estaria fazendo na área da educação, disse que prenderia vários vagabundos, inclusive vagabundos do STF”, explicitou Mendes.

Para Mendes, o ex-chefe do MEC expôs a imagem do Brasil, ao deixar a impressão de que estaria fugindo para evitar prisão após ter xingado integrantes do STF.

“Weintraub saiu em uma fuga um tanto quanto cinematográfica. De fato, isso é muito ruim para o governo. O governo tem que melhorar muito todo o seu sistema interno de controle para não se expor a todas essas situações. Isso fala muito mal de nós como nação”, reclamou.

Por fim, o ministro destacou o papel do governo em demitir Weintraub, que segundo ele, teve desempenho fraco a frente do MEC.

“Acredito, de qualquer forma, que a sua saída explica um pouco o seu desempenho pífio no âmbito do Ministério da Educação. É certamente o final de um triste episódio. Mas acho que foi uma medida elogiável do governo ter demitido um ministro por absoluta inépcia e incapacidade”.

%d blogueiros gostam disto: