Centrão articula “enterro” da prisão em segunda instância na Câmara; Lula é o principal beneficiado

Com total apoio do Palácio do Planalto, um poderoso bloco de deputados federais, denominado Centrão, trabalha nos bastidores para enterrar de vez a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da prisão em segunda instância.

Com isso, condenados como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT/foto) e outras centenas de políticos, presos por desvios bilionários aos cofres públicos, podem comemorar a impunidade bem longe do xadrez.

O amplo direto ao recurso em graus superiores como STJ (Superior Tribunal de Justiça) e STF (Supremo Tribunal Federal), retarda em décadas o cumprimento, por exemplo, de penas por corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Segundo a jornalista Helena Mader, revista Crusoé, o Planalto, como gesto de solidariedade ao Centrão, endossa o sepultamento da PEC na Câmara Federal. “Além da intenção de esvaziar uma pauta de Sergio Moro (ex-ministro da Justiça), o Planalto não quer desagradar ao Centrão”, diz Helena Mader.

A jornalista ressalta ainda a dúbia posição de muitos paramentares, que ao público defendem a proposta, mas nos bastidores, jogam contra o tempo todo.

“Os parlamentares desses partidos evitam manifestações públicas contra a PEC mas, nos bastidores, sempre atuaram firmemente para boicotá-la. Trata-se de uma estratégia de auto-proteção, já que essas siglas têm um grande número de deputados e senadores enrolados, que podem ter a ida para a cadeia antecipada pela medida. Com o avanço das investigações contra o senador Flávio Bolsonaro por peculato e lavagem de dinheiro no esquema de rachid, a PEC da Segunda Instância é o último assunto que o Planalto quer enfrentar”, finalizou Helena.

Com informações do portal OANTAGONISTA.

%d blogueiros gostam disto: