Tribunal Superior Eleitoral vota unânime contra cassação de Bolsonaro e Mourão

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) arquivou, nesta terça-feira, ação contra a chapa presidencial Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão que apontava suposto abuso do poder econômico na campanha eleitoral de 2018 em decorrência da presença de outdoors em diversas cidades do país.

“O que ressalta dos autos foi a ausência de elementos mínimos que fizessem conexão da conduta ilícita com a chapa aqui representada”, disse Luís Roberto Barroso, presidente do TSE e último a votar.

Antes, votaram pelo arquivamento o relator, Og Fernandes, e os ministros Luís Felipe Salomão, Tarcísio Vieira, Sérgio Banhos, Edson Fachin e Alexandre de Moraes.

A ação fora impetrada pela coligação “O Povo Feliz de Novo” (PT/PCdoB/Pros), que foi derrotada pela chapa Bolsonaro/Mourão no segundo turno da eleição presidencial, e pedia a cassação dos diplomas e a inelegibilidade dos investigados pelo prazo de 8 anos.

Essa é a terceira das oito ações que tentam cassar a chapa Bolsonaro-Mourão que foi a julgamento pelo TSE. No início do mês, em um julgamento conjunto, o tribunal apreciou outras duas ações que contestavam a eleição deles em razão da invasão hacker de uma página no Facebook contrária a Bolsonaro que se tornou favorável.

%d blogueiros gostam disto: