Tasso vê risco e teme que destaques possam derrubar aprovação do Saneamento no Senado

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), relator do marco legal do saneamento, afirmou nesta segunda, 22, que não é possível dar como “100% certa” a aprovação do projeto de lei (PL) que cria novas regras para o setor de água e esgoto, cuja votação está pautada para quarta-feira, 24, mas ressaltou que o seu empenho é aprová-lo sem alterações, para que a matéria não tenha que voltar à Câmara.”Não dou como 100% certo, porque existe ainda poucos diminutos pontos de resistência. Esses pontos de resistência, todos, se congregam ao redor do espírito corporativista ligado à insegurança, que não se justifica, das empresas estaduais de saneamento”, afirmou Jereissati, em seminário online sobre saneamento promovido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Segundo Tasso, ainda “tem algum risco” de que “algum destaque” ao PL possa ser votado na quarta-feira, 24. Caso isso ocorra, haveria modificações no texto, o que obrigaria o PL a voltar a ser apreciado pela Câmara dos Deputados, onde foi aprovado em dezembro. “Nosso empenho é para que não volte para a Câmara”, finalizou.

%d blogueiros gostam disto: