Kassab deve indicar novo ministro da Educação, aumentando poder do Centrão no governo Bolsonaro

A jornalista Andréia Sadi revelou nesta segunda-feira (22) a investida do Centrão, bloco de deputados e senadores com enorme influência no Congresso Nacional, para indicar o novo ministro da Educação, após a saída de Abraham Weintraube, nomeado para cargo no Banco Mundial nos EUA.

Segundo a jornalista, o governador do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), seria o padrinho do seu titular da Educação, Renato Feder, para comandar o MEC.

“Integrantes do governo do presidente Jair Bolsonaro sondaram o secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, para assumir o Ministério da Educação. A expectativa de aliados de Feder é a de que o governo anuncie a escolha já nesta terça-feira”, diz fonte de Sadi.

Apesar de oculta, a articulação em curso, conta com as digitais do ex-ministro das Comunicações, Gilberto Kassab (foto acima), atual presidente nacional do PSD.

%d blogueiros gostam disto: