Governador denuncia que aluguel de UTI subiu de R$ 1 mil para R$ 4 mil e relata caso ao MP.

O governador do Acre Gladson Cameli deu declaração polêmica durante entrevista a uma rádio em sua agenda a Cruzeiro do Sul. Ao comentar sobre o esforço que o governo está fazendo para evitar que a pandemia do novo coronavírus cresça no Estado, ele revelou também os obstáculos que vêm enfrentando ao longo do caminho.

O oportunismo político para suscitar o pânico durante esta crise é algo que o governador já vinha citando em várias ocasiões anteriores. Mas, além disso, Gladson Cameli enfatizou que o Estado também se vê alvo da exploração econômica devido à Covid-19.

O governador citou como exemplo um hospital particular, que ele não revelou o nome, nem o local onde fica. Gladson disse que o governo negociou para alugar leitos de UTI no local, e o valor destes, que antes deste período de pandemia era de cerca de R$ 1 mil, subiu para mais de R$ 4 mil.

A população lida com este encarecimento de produtos no mercado local que ajudam na prevenção e combate ao coronavírus, como álcool 70 em gel, máscaras, luvas, desde o início do surto da doença. O Procon e a Defensoria de Defesa do Consumidor do MP tem tentado coibir esta subida de preços abusiva.

Cameli destacou que o caso já foi reportado aos órgãos de fiscalização e que estes já estão acompanhado o caso mais de perto.

Governador do Acre, Gladson Cameli denuncia hospital por aumentar preço de diária em UTI.
%d blogueiros gostam disto: